Segundo Manifesto Convivialista

“Os ideais da convivialidade fizeram eco no círculo de pensadores antiutilitaristas e promotores do paradigma da dádiva. Capitaneado por Alain Caillé, os idealizadores do movimento convivialista contemporâneo lançaram, em 2013, o Manifesto Convivialista, ao reunir pessoas de diferentes localidades do planeta com uma preocupação em comum: superar a crise sistêmica global, que tem suas raízes na economia, na política, na degradação ecológica, no desequilíbrio social e emocional do humano”


” Alain Caillé, professor emérito de sociologia da Universidade Paris-Oeste-Nanterre, diretor da La Revue du MAUSS: Mouvement anti-utilitariste en sciences sociales (A Revista do MAUSS: Movimento antiutilitarista em ciências sociais), uma das lideranças do movimento convivialista”.

O Segundo Manifesto Convivialista foi lançado no Brasil em 2020 pelo Ateliê de Humanidades.

https://ateliedehumanidades.com/convivialismo/

Para ler e baixar o Manifesto acesse: https://ateliedehumanidades.com/convivialismo/

“Cidades Afetivas é signatario do Segundo Manifesto no Brasil”

Faça parte https://ateliedehumanidades.com/convivialismo/

Vivian Blaso
Por

Vivian Blaso

Doutora em Ciências Sociais pela PUC-SP, pesquisadora do Núcleo de Estudos da Complexidade – COMPLEXUS. Pesquisadora no Pós Doutorado em Cidades Globais no IEA USP. Professora em Universidades, Palestrante, Coach, Autora do livro Cidades em Tempos Sombrios. Barbárie ou Civilização, Sócia na Conversa Sustentável. Artista. Signatária do Manifesto Convivialista. Apaixonada pelas cidades e seus movimentos. Dedica-se à educação, sustentabilidade, convivialismo e ao bem viver.

Comments are closed.